A História do Vinho do Porto

A História do Vinho do Porto

Os melhores vinhos do Porto são produzidos nas margens escarpadas e rochosas do rio Douro e dos seus afluentes. A videira é cultivada nestas encostas desde os tempos pré-romanos!

No século XVIII devido às sucessivas guerras entre a Inglaterra e a França, os comerciantes ingleses provados dos seus habituais fornecimentos de vinhos de Bordeaux viraram sua atenção para os robustos e frutados vinhos portugueses.

Vinho do Porto No entanto estes vinhos nem sempre chegavam ao seu destino nas melhores condições e os comerciantes adicionavam aguardente para os proteger contra os rigores da travessia marítima. Mais tarde tornou-se habitual adicionar aguardente durante o processo de fermentação e assim nasceu o vinho do Porto com o conhecemos atualmente.

Com o passar do tempo os pioneiros do comércio do vinho do Porto descobriram que a adição de aguardente ao mosto durante a fermentação trazia outros benefícios para além da simples proteção, mas realçava suas qualidades permitindo-o transformar-se no vinho opulento e complexo que conhecemos hoje.

As características do vinho do Porto não vem apenas do método produtivo, mas também do terroir.

Separado do mar pela serra do Marão e protegido dos ventos húmidos do Atlântico, o vale do Douro tem verões tórridos e secos e invernos severos. As vinhas são cultivadas em socalcos precários feitos pelo homem nas íngremes encostas do vale.

Boa Semana!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-64671014-1